Cinemando Indica: Durval Discos

Postado por Adriano Martins em 20.7.09



A excêntrica história de um cara (Durval), que tem uma loja de Discos de Vinil, e que mora com mãe no auge dos seus 30 e poucos anos – É o retrato de uma vida e uma relação de mãe e filho, contada de maneira quase “claustrofobica”, de um homem parado no tempo e de uma mulher que já nem percebe o tempo, até que algo surpreendente acontece.

A primeira vez que vi “Durval Discos”(2002), em uma madrugada qualquer, pensei: “Que loucura é essa, que não conhecia!”. O show de atuação da dupla Ary França e Etty Fraser, mãe e filho na trama, é o ponto alto de um longa que se tornou um dos meus favoritos por ter dois elementos básicos, que na minha opinião, formam o que de melhor surge no cinema: Simplicidade e Criatividade, concorda?

Com roteiro e direção de Anna Muylaert, o filme narra à história como um Disco, com um Lado A e um Lado B, associado a uma trilha sonora composta por nomes como: Caetano Veloso, Jorge Ben, Tim Maia, Elis Regina, Luiz Melodia, Sá, Rodrix e Guarabyra, Novos Baianos, entre outros.

O Elenco ainda conta com Marisa Orth, Letícia Sabatella, Rita Lee e menina Isabela Guasco, que desempenha muito bem seu papel.

Bom meus amigos cinéfilos, espero ter convencido, fica aqui minha recomendação de um filme pra se ver com a mente aberta e com o olhar contemplativo, além do que se vê. Digo isso, pois o melhor da história está nas entrelinhas – Do cenário a letra da música, tudo está dizendo algo.

Obs: Destaque para fantástica cena de abertura, uma das melhores que já vi.

Trailer



2 comentários

  1. gerin comentou:

    durval é foda!!!
    sou fã desse filme
    vida longo ao vinil
    hehehe

     

  2. Veny comentou:

    Muito foda, assisti duas vezes na Tv Cultura. A guitarra dele é muito foda , clássica.

     

Postar um comentário

Publicidade